play_arrow

keyboard_arrow_right

skip_previous play_arrow skip_next SPOTIFY
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
volume_up
play_arrow

Sociedade e Cultura

Viajando com Arte #06 – China

Clarisse e Mylene 16 de agosto de 2019 40


Background
share close

A China não é mais aquela! Aquela nação comunista e fechada, onde a sujeira imperava.

Neste episódio falamos sobre a China . Um país com uma diversidade inacreditável, uma velocidade de mudança estonteante e com uma visão externa ainda muito cheia de preconceito. As realidades que descrevemos aqui são fruto de nossa experiência, um recorte sensível e mutável! Nada é absoluto, tudo sujeito ao ângulo e momento de cada olhar!

Pequim é nossa porta de entrada, uma cidade moderna e cosmopolita que guarda muitas recordações antigas das duas últimas dinastias, Ming e Qing. Aqui passamos pela Cidade Proibida e conhecemos o maior ícone do pais, a Muralha da China.

Uma parte importante da história do século XIX pode ser contada com a visita ao Palácio de Verão. Toda a desconfiança dos chineses em relação aos ocidentais têm origem nas Guerras do Ópio, quando a Inglaterra se sentiu no direito de atacar o território chinês por ser impedida de vender a droga no país e nesta ocasião destruiu totalmente os mais de duzentos prédios que compunham o complexo palaciano! Venceu a guerra e com isto os portos de Xangai e Hong Kong passaram ao domínio ocidental.

Vamos para o interior visitar Xian , uma cidade multicultural que está no início da Rota da Seda. Foi a primeira cidade no mundo a atingir 1 milhão de habitantes e em função das trocas culturais abriga uma mistura de chineses muçulmanos da etnia hui, budistas de várias procedências além da maioria de chineses han. Um melting pot cultural. Xian é muito conhecida pelos guerreiros de terracota , que fazem parte da tumba do primeiro imperador da dinastia Qin, fundador do Império Chinês que durou até o início do século XX. 

Guilin é o cenário de sonho de qualquer viajante chinês. Suas montanhas verticais parecem que brotam das profundezas da terra e estão nas gravuras penduradas em todas as casas chinesas.

Se Pequim é o presente, Xian é o passado, Xangai é o futuro da China.

Xangai é uma cidade que cresceu com a proximidade com o Ocidente, tem uma feição europeia. Mas pense em Nova York , Chicago ou Londres, para ver que nada no Ocidente se equipara ao que está acontecendo na China.

Prepare-se para uma modernidade vertiginosa e alucinante.

Ouvir no Spotify: Viajando com Arte #06 – China

play_arrow Spotify

Rate it
Episódio anterior
Post comments (0)

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *